DANÇANDO FORA DOS PADRÕES

Resumo: A dança é uma arte que utiliza o corpo como instrumento criativo e é uma forma de expressar sentimentos. Os dançarinos precisam ter ou adquirir força muscular, agilidade, flexibilidade e alguns fundamentos específicos. Além disso, muitos deles possuem um corpo padrão (um corpo magro, não atípico e branco) e são classificados em uma classe alta ou média, assim, as pessoas normalizam isso, então, quando veem alguém gordo, afrodescendente, de classe baixa ou com uma deficiência, criam preconceitos sobre, devido a isso alguns desses dançarinos se sentem ofendidos com os comentários que recebem, e muitas vezes param com a dança, ou tem grande dificuldade em permanecer nela ou de tê-la como carreira. Pensando nisso, esse projeto pretende entender como a dança pode influenciar no psicológico e físico das pessoas, saber quais são os benefícios e malefícios da dança e pesquisar sobre dançarinos que estão fora desse padrão. A fim de cumprir os objetivos elencados, primeiramente buscou-se compreender como a dança influencia na vida e na saúde das pessoas. Em seguida, entendemos como as comparações sobre o físico dos dançarinos podem afetar o psicológico deles. Após isso, apresentou-se exemplos de dançarinos que não se enquadraram nos padrões rígidos de beleza, mas que, no entanto, alcançaram sucesso e visibilidade. Por fim, aplicou-se um questionário para os alunos do Colégio Interativa de Londrina, do 6º ano ao Ensino Médio. No qual foram obtidas 44 respostas. A partir das quais foi possível perceber que, infelizmente, ainda existe na dança um estereótipo de beleza e padrão físico severo.
Palavras-chave: Preconceito
, Dança
, Deficiência
, Estereótipo

Estudante (s) pesquisador (es)

Isabele Liberatti Trevisan Nunes
Nicolly Alexandra Correia
Série: 8º ano

Orientadores(as)

JULIANA CRISTHINA MURARI ASSUNÇÃO
VOTE NO PROJETO

Utilize o botão abaixo para votar nesse projeto